12 dez 2012

admin

nessa última década, um pessoal começou a experimentar tipografia com motion design. como sou um aficcionado por experimentalismo, amante da tipografia e tarado por animação, me empolgo facilmente com o assunto.

com a brincadeira, abriu-se uma nova área de comercialização de fontes. fontes animadas. vendidas em arquivos de after effects (.aep), prontas pra que você customize cores, velocidade, entre outros detalhes. hoje existe o animography, anim(ated typ)ography, que reune alguns exemplos de tipografias animadas de qualidade.

na última resenha do convescote utilizamos a typogami, uma doce união de tipografia e origami.

cedida gratuitamente – na verdade você paga com um post no facebook ou um tweet – pelo designer Jeroen Krielaars do estúdio holandês calango.

no Brasil também temos produção de tipografias animadas. o estúdio AP303, de Salvador, desenvolveu as sequências de abertura e créditos de um projeto da banda Nação Zumbi em colaboração com o a Aglio e Olio. a tipografia ficou nomeada de Bossa Nostra em homenagem a uma música da Nação.

diferente de tipografia animada, existe também animações tipográficas. que ficaram famosas no youtube, cobrindo trechos de filmes com tipografia, como pulp fiction por exemplo. esse tipo de trabalho ficou conhecido como kinect typography.

compartilho abaixo um exemplo diferente, no qual o brasileiro Ariel Costa animou as maiúsculas da Chunk Five.

não sabemos onde isso vai parar, mas queremos ver cada dia mais animações tipográficas e tipografias animadas.

 

comente!